Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

DENTRO DO TEU OLHAR

Adentro do teu olhar
Fiz me lágrima silenciada
Despedi me de ti
Sem te abraçar
Fiz da noite madrugada
Sem ser manhã morri
Lágrima por chorar
O adeus que senti
Em silêncio no peito
Dentro dos olhos o leito
Que em despedida sem jeito
Dou por mim a gritar
Silente sentido
Profundo gemido
Que não sei calar

Disse te adeus e morri
Adentro teus olhos inquietos
Murmuram beijos de saudade
Desejo loucura prazer que senti
Nesses instantes secretos
De profunda sensualidade
Que na tua pele eu vivi

Nascente fonte rio mar
Eram eles a minha foz
Doce leito a excitar
O melhor que corre em nós
O grito calado da voz
Nos teus olhos espelhado
O sentido provocado
Despedida excitação
Havia nos teus olhos ternos
Fogo aceso de paixão
O calor de mil infernos
O grito preso na tua mão
Derramado silenciar
No teu corpo a queimar
Vibrando louco de tesão
Na minha pele a se excitar
De amor acendido
De um adeus sentido
De dor perdido
Na tua boca há-de ficar
Para sempre
...

musa

Sem comentários: