Cartão de Visita do Facebook

domingo, 7 de fevereiro de 2016

TRISTE CHUVA.

TRISTE CHUVA.

Dia tão escurecido traz lembranças demasiado tristes
Ao olhar vago e perdido para além da embaciada luz
A escorrer na vidraça meigas lágrimas em que insistes
Turvar da alma essa inspiraçao que tanto me seduz

Todo o meu ser na penumbra do dia adormecido
A tristeza que assombra as horas de intimidade
Pranto triste da chuva humedecendo o sentido
A escuridão e a claridade em cumplicidade

Frágeis as horas divagando chuva e frialdade
Amanhecido sentir e um vazio quase loucura
O dia entristecido de magnanima saudade

Uma angústia branda estende-se até ao entardecer
A chuva que cai como lágrimas no rosto de ternura
Pelo tempo lágrima poema que ainda me resta viver
...

musa

Sem comentários: