Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 8 de maio de 2017

DO TEMPO DAS CEREJAS


DO TEMPO DAS CEREJAS

A pele amadurecida
Sensualidade
Rubra macia adocicada
Sumarenta apetecida
Gozo de intimidade
Beijar-lhe a boca
Desejar-lhe o sabor
Senti-la louca
Trincar-lhe a fogosidade
Rasto de cetim
Onde já foi flor
Humedecida
O lábio carmim
Sem pudor
Pétala tecida
De docura
Intima loucura
Oferecida

Do tempo das cerejas maduras
Dois seios de um vermelho floral
Frutos de meigo calor
O delírio carnal
As palavras impuras
Purificadas
Pelo amor
Sensual
...
musa

Sem comentários: