Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

VAI CHOVER

VAI CHOVER
O dia tem cara de tempestade
Cinzento frio ventoso
Esconde do dia a claridade
Amua e torna-se chuvoso
Vai chover
Da varanda de lá de cima
Uns pingos soltam-se lentos
Parecem lençóis aos ventos
E o sol arredou a cortina
A tarde escureceu
Mas ainda não choveu
Vai chover
Está quase acontecer
As nuvens espessas cinzentas
Vestem-se cruas pardacentas
Carregadas de bátegas de águas
Choram profundas mágoas
Escuras negras macilentas
Que ao olhá-las até faz doer
Como se a chuva fizesse sofrer
E as grossas gotas húmidas
Fossem feridas
Sentidas
Vai chover
Não tarda a tarde será molhada
E o sol mais tarde vai aparecer
Como se não tivesse sido nada
...
musa

Sem comentários: