Cartão de Visita do Facebook

sábado, 3 de outubro de 2015

CENTAURO

CENTAURO
Terra e fogo dizem cavalgam Tessália a desoras
Matador de touros em leito de desejo
O humano animal cavalgando as horas
O corpo e a alma na pele de um beijo

O tempo perpetuou crina em movimento
Dos cascos nas estrelas na cauda as esporas
A eternidade para além do firmamento
No dorso a sela com todas as demoras

A fingir prece magia feitiço ritual
Dos olhos de fogo em arco o pensamento
Divindade mais espirito do que carnal

Guia luz dos deuses matador de touros enraivecidos
Pela excitação sonho deslumbramento
Meio homem meio cavalo dos meus sentidos
...

musa

Sem comentários: