Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 27 de outubro de 2015

A HORA DA POESIA

A HORA DA POESIA
Tenho um segredo para contar ao mundo
Talvez até a todo universo
É tão intenso este sentir profundo
Ainda é pequenino como um verso
Estou gravida de um poema
Ainda de pouco tempo
De uma hora
Olhem para mim tranquila serena
Cheia de amor pelo sentimento
Ansiosa pela demora
De ver as palavras a crescerem
De sentidos em pensamento
Para dentro de mim serem
Poesia e contentamento
Sim ainda é só de uma hora
Esta minha gravidez
Vivida pela vida fora
Doce sentir agora
E de sempre talvez
Altivez ou ousadia
Isso que importa
A hora da poesia
Que hoje bate a minha porta
Veio para ficar com todos vós
A palavra semente aqui fez ninho
Ensinando ao verso o caminho
Dando ao poema docemente a voz
E que parto tão altivo de nostalgia
Meses dias horas de poesia
A escutar este rio enchente de sentidos com carinho
Fazendo da Radio Vizela e da Conceição Lima a foz
E a poesia de todos nós
Um mesmo propósito um mesmo destino
...

musa

Sem comentários: