Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 14 de maio de 2012

PALAVRAS DE MÁRMORE

Na jazida da alma esfarrapada
Fissuras de sentir latejam
A parede do corpo amolgada
Transparece brechas luminosas
Rasgos que sobejam
Palavras em prosas
De mármore

Duras lisas e frias
Mãos vazias
Rocha metamórfica
Actinomórfica
Silhuetas sombrias
Esbelta escultura
Amórfica
Paredes brutas
Poesias desbastadas
Saliências incultas
Formas aprisionadas
Adorável aparição
Asas libertadas
Palavras de mármore
Doce ilusão
Ramos de árvore
Galhos a esculpir
Pedra imaginação
Terno sentir
Sílex embutir
Silente sensação
Solida ilusão
Imbuir
musa

Sem comentários: