Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

OLHAR DE FOGO

OLHAR DE FOGO

Este amor que invade a cidade
Nos beirais escondido
Andorinha de inverno trazendo a saudade
E o entardecer a tingir de lava as catedrais
Parece um fogo acendido
Nas cores dos vitrais
Ardendo a claridade
No teu olhar de vidro
Olhos azuis fatais
A lembrar a primavera
Chuvas de março e outros ventos
Magia feitiço e a quimera
De prantos adeus e de lamentos
Nidando silêncio da paixão
E quantos os céus em acesos pensamentos
Pela chama do sentir
Ou a mão de Deus
Em fogo solidão
Em sentimentos
Em sofreguidão
Que de ocaso luz parece ruir
...
musa

Sem comentários: