Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

INDOMÁVEL TRSITEZA

INDOMÁVEL TRISTEZA

São assim tristes como quem lágrimas chora
Sem no lívido frio rosto escorrer
Uma única gota de tristeza deitada fora
Na face endurecida o pranto a desfalecer

Indomável sofrimento espelho da alma
Do maior descontentamento que o sentir da vida
Em desassossego desabriga a calma
Que os olhos vertem de dor ferida

Vítreos de uma aflição em névoa e saudade
A cobrir o azul sombrio em orvalhado olhar
Desnudando no rosto a mais triste intimidade

Em acinzentado e húmido vendaval e maresia
Como se no mar da alma fosse a naufragar
A mais triste e meiga essência da poesia
...

musa

Sem comentários: