Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

COMO SABER

COMO SABER

Como saber se é de amor o prazer oferecido
Em tardes de poesia escrita no leito
Dois corpos despidos peito a peito
Versos de intimo querer no poema sentido

A rasgar de silêncio a penumbra vibrante
Que embala de beijos as mãos em ternura
E há tanto desejo e fome de loucura
Na tua boca de dócil e aventureiro amante

Longe os instantes no segredo intimidade
E nunca saberei se é de amor louco e profundo
O grito que ficou de adeus e de saudade

Talvez o apelo mais triste da separação
De não saber o meu lugar no mundo
E de assim viver a tristeza da paixão
...
musa

Sem comentários: