Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

MEMÓRIA

Memoria lis memoria liquida memoria luz

Flor-de-lis
Fardo incendiado
Flama que seduz
Forja do diabo

Memoria que desdiz
Do dito por não dito
Do nada que já fiz
Do tudo em que acredito

Lis liquida luz
Liquefeita
Lúmen
Larva

Albarda que me enfeita
Sonhos da memória
Cama onde se deita
A vida feita historia

Do tempo memorizado
Guardo em flor da alma
Um sono aterrorizado
Um sonho que me acalma
Um grito ate a glória

Não me chamem porque eu não vou
Não me clamem o que não sou
Escutem quem me declamou
Há todo um sentir
Esperando existir
...
musa

Sem comentários: