Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

SABES

Sabes
O quanto este mar
Lembra em mim
Cada vaga do teu olhar
Delito profundidade
Meiga sensualidade
Desejo sem fim
Doce naufragar
No teu corpo

Sabes o tamanho da vontade
A imensidão do areal
A cúmplice intimidade
Secreta carnal
Do húmido prazer
Orgasmos naufrágios
A espuma a desfazer
Ondas de saudade
E os sentidos plágios
Do teu querer
Cumplicidade

Sabes como amo
O cheiro da tua pele
De acinzentado estanho
Em dias de tempestade
A maresia da tua boca
De beijos brancura de papel
O silêncio a murmurar
Farol loucura que me guia
Os versos que te escrevi
Um oceano por desvendar
De marítima poesia
Na tua mão enseada
Naufraga a cada dia
De sentidos a transbordar
Com tudo o que já senti
Nessa tua boca beijada
Desde a hora em que me perdi
O momento que em ti morri
E no teu corpo fundeei
Tudo que já te dei
O tanto que já te amei
...

musa

Sem comentários: