Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

ANTES DE DIZER ADEUS

ANTES DE DIZER ADEUS

São tão raros os instantes
De uma subserviência pura
Uma nítida amargura
De segundos distantes
Em demora pacífica
Essa hora magnífica
Que havia antes

Antes de te ter conhecido
Antes de te ter vivido
Antes de te ter sentido

E já foi antes de todas as coisas vivas
As mornas cinzas arrefecidas
De uma morte que nunca aconteceu
Porque as saudades nunca esquecidas
As memórias nunca perdidas
As imagens adormecidas
Do que já se perdeu
Foi antes de tudo ter desaparecido
Pedaços diluídos em movimento
Tudo que antes se viveu
O tempo vivo
Em pensamento

Antes que tenhas tempo de adeus dizer
O espiritual consentimento
Que se consegue antes de morrer
musa 

Sem comentários: