Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 28 de abril de 2016

MORRER DE AMOR

MORRER DE AMOR

Talvez meu amor
Talvez um dia eu morra
De mão dada com alguém
Talvez eu dê a mão ao amor
Talvez eu saiba de cor
Todos os nomes do seu sentir
E dê a mão aos seus sentidos
E saiba como é existir
Apertada entre dois braços
Como dois abraços estendidos
Para segurar os meus cansaços
Talvez um dia meu amor
Eu morra nessa mão
Na mão de alguém
No sonho e na desilusão
Mas ninguém ha de saber
Por mal ou por bem
Meu amor
Da dor maior
Sem querer
A paixão
Que é amar te também
E viver a morrer
...
musa

Sem comentários: