Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

MANHÃ DE CHUVA


O campo amanheceu de orvalho e luz
Húmida triste desvanecida claridade
Onde a chuva fria se espelha e reluz
Nas folhas molhadas luz e frialdade

Cheira a terra quente o molhado Verão
Não longe do mar esse espelho azulado
Que a chuva turva a luz da ondulação
Em dança com o vento frio encrespado

Maritimo deserto da terra perto do mar
Que odor mais perfumado esse da maresia
Em amanhecida chuva luz despertar

Agosto não é mais afogueado luminoso estio
Reflectindo a luz chuvosa em pranto poesia
Amanhecido o dia húmido e frio
...

musa

Sem comentários: