Cartão de Visita do Facebook

domingo, 18 de maio de 2014

RUBI DE SENTIDOS


Atravessas o tempo
Senhora das brumas
em passo lento
as horas desarrumas
para além do sentir
emerges das águas rochedo
as pedras sob teus pés descalços
escondes em maresia segredo
dos altares mais altos
acende-se rubi fogueira
e tu dessa maneira
envolta de seda vermelha
em véu de fogo e luz
a tua pele centelha
labareda que seduz
das águas emergida
rubi de sentidos
alma ungida
de desejos tidos
magia e amor
teu corpo rubor
deusa preciosa
recato da rosa
o teu pendor
abrigas a flor
do intenso prazer
ainda por florescer

musa

Sem comentários: