Cartão de Visita do Facebook

sábado, 21 de dezembro de 2013

ESPERA


ESPERA

espero o silêncio liquefeito
onde adormecer a saudade
que tanto me aperta o peito
e me fere assim deste jeito
mordendo-me de ansiedade

onde estarás onde adormeces
em que braços desfaleces
silenciado sentir
serenidade

dou por mim a consentir
este aperto esta solidão
esta dor emoção
adentro rendida
sentida
musa

Sem comentários: