segunda-feira, 8 de outubro de 2018

VIAGENS PELO MUNDO


VIAGENS PELO MUNDO

Viagens dos cinco sentidos
Não sei se navego as nuvens
Ou se navego as águas
Por rios perdidos
Se atravesso o céu nublado
De olhar marejado de lágrimas
No desafogo de mágoas
E o peso do corpo cansado
A sonhar com um céu estrelado
Por entre a nebulosidade
De um abraço por cumprir
Ou o silêncio por sentir
A ilusão do tempo
Breve esvoaçar
Pelo mundo a viajar
Na ternura do pensamento

Abro mansamente a mão
E o mundo cabe nos cinco sentidos
Nos olhos cegos escondidos
Às vezes uma viagem de avião
Levantar voo num sorriso perfeito
E abrir tantas fronteiras no peito
De estrada em estrada e de estação em estação
Ou apanhar o comboio devagar
E de abraços enganar o olhar
Ou o silêncio que fica por ouvir
Ou os monumentos por tactear
Os campos e as ruas por cheirar
As cidades por sentir
Ou as iguarias por provar
De sentimento profundo

Poder dizer
Já viajei por todo mundo
Só para viver
...
musa


Sem comentários: