sexta-feira, 18 de novembro de 2011

MEU SER ADORMECIDO


2 comentários:

Anónimo disse...

Não sei como te nascem as palavras! És espantosa! Uma fonte inesgotável de inspiração! E inspiras-me muito. Encontrar a tua amizade depois de uma vida, recordar a infância e descobrir a mulher que há em ti, é algo que me faz feliz. beijo grande.

MUSABABI ana bárbara santo antónio disse...

Só podes ser tu... feito de silêncio proibido talvez inverno da alma onde hibernam os sentidos nidados em palavras sentimentais...

beijo poético!