Cartão de Visita do Facebook

sábado, 22 de fevereiro de 2014

NAUFRÁGIO NO AREAL

há um areal carregado de lembranças
de naufrágios pálidos em pedaços
sobre a areia sonhos em laços
algas perdidas longas tranças
uma praia de húmidos sentidos
memórias das profundezas do mar
ventos apunhalados como lanças
nas dunas varrendo enfurecidos
onde as conchas vêm naufragar
e as pedras endurecem temporal
ficam despojos de vagas encapeladas
nas águas bravias o sol a brilhar
na espuma das ondas de sonho e de sal
na praia dos ventos e da maresia
vagas dançantes despojadas
em bordado de algas e pedraria
sobre a praia deserta
há fantasia desperta
em areal poesia

musa

Sem comentários: