Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

MULHERES DE AMOR


São feitas de sentidos carnais
As mãos tocam as palavras de sentir
Nos olhos mordem o sangue dos metais
Com que outros sentidos possam fundir
O que na alma e coração esgrimam de punhais
O amor que tantas vezes as vem destruir

Mulheres de amor com sentimentos escamas
Pele mordida de afagos sem beijos
Por dentro histórias mal vividas tramas
Largam a pele por um punhado de desejos
E são perdidas na lama dos amores
Em proibidas lápides desterradas
Rastejam angústias lágrimas e dores
Por tanto sentir de tão mal amadas

Mulheres de amor em desassossego
Amam até à morte sem vida
Amarram ilusões alegrias e o medo
Em asas cortadas de voos despedaçados
Têm nas mãos a liberdade fugida
De tantos e todos os amores contrariados
Com que urdem a fantasia vivida
De orações e pecados
Na alma tecida
De amor
Dor
musa

Sem comentários: