Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

DANÇA DA POETISA


Danças com as palavras húmidas de sentir
Rodopias em versos de sombras aladas
Danças como se a chuva fossem botões a florir
E os teus poemas de sentidos tivessem asas
Danças os pensamentos desabrochadas rosas
Seja na poesia ou em sentimentais prosas
Danças a melancolia do teu inebriado ser
Doces afectos de pontuação consentidos
Escreves arrumas ilusão em versátil prazer
Nas danças dos teus sonhos destemidos
Dança ODETE dança nominada Poetisa
Leva para a chuva a poética alegria
Dança a dança do sentir de quem precisa
Fazer das palavras dança da POESIA
musa


2 comentários:

Fênix27 disse...

Olá,
Que escritos magnificos,quem não se alegra por tal sentimento?.Só um poeta(a)pode nos encantar com bela inspiração.
Vim conhecer e já estou seguindo.
Parabéns pelo blog e todo o seu conteúdo.
Felicidades.
http://wwwavivarcel.blogspot.com/

EU disse...

Seria imperdoável não teres aqui um humilde agradecimento da minha parte, acrescendo que o belo poema que escreveste e me dedicaste, é bem revelador do nome que honras em poesia!
Bjos (con)sentidos :)