Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

ANJO DE NEGROS CARACÓIS


Luzidio cheiro do teu negro cabelo
Vem… Anjo quando te perdes
Em abraços perto de mim
Esse teu olhar doce e belo
Que só o teu rosto tem
Sereno singelo
Nos meus olhos acedes
Por um caminho sem fim
Perdido de alguém
No teu negro cabelo
Brinco com teus segredos
Os teus mistérios também
Afagando anelados caracóis
Como se na ponta dos dedos
Nesses anéis encaracolados
Ficassem os teus medos
Nos meus encurralados
Brilhando planetas sois
E nessa cabeleira farta densa
Amarro meus sonhos perdidos
Para muito tempo depois
Com a mesma vontade intensa
Partilhar contigo meus sentidos
Abraçando alegria imensa
De serem consentidos
Em negros caracóis de afagos
Presos os dedos perdidos
Que em mimos deitado no leito
Entre muitos tantos agrados
Te entregas no meu peito
Menino de caracóis negros
Onde me aconchego me deito
Atendendo aos meus recados
E me traz dos seus segredos
Sonhos maduros em bagos
musa

Sem comentários: