Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 17 de junho de 2016

RITOS DE SILÊNCIO

RITOS DE SILÊNCIO

Pedra pagã
Altar imperial
Templo de seda
Sombria e leda
Fria manhã
Ritual

Frondosa moradia
A estender raízes
A doce melodia
A pintar matizes
Em ritos de silêncio
Por sentir

No delta do olhar
Uma lágrima a fugir
O tempo foz
Estuário a cintilar
Brilho intimo da voz
Margens a enumerar
A imensidão
A vastidão
A extensão
Um pedaço de terra no mar
...
musa

Sem comentários: