Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

PRANTO DE MAR

PRANTO DE MAR

Ouvem-se os sinos perto do mar
Mártir S. Sebastião venerado
E S. Félix mesmo ao seu lado
Têm os dois um lindo altar

Os sinos da Marinha rebatem pela manhã
Bem cedo o sol faz o mar de azeite
Um espelho imenso de azul nos olhos nos lábios rubra romã
Espesso arde o areal toda a tarde até que se deite

E na praia de Brito onde o sol é verde
As ondas dançam cores sobre o rochedo
A água salgada ensina a nascer a sede
Num búzio perdido encontra-se um segredo

Há uma brisa e maresia a escaldar amanhecer
As vagas são doces e afáveis uma a uma
Na praia o tempo é eternidade e entardecer
A cada onda que o mar enrola de areia e espuma

Não sei por quem os sinos tocam ou porque dobram
Diante desse mar imenso e profundo
Os sonhos que por certo resistem ou lágrimas que sobram
De quem vive e sente tantas as mágoas do mundo
...
musa

Sem comentários: