Cartão de Visita do Facebook

sábado, 13 de maio de 2017

DA EUFORIA AO SILÊNCIO

DA EUFORIA AO SILÊNCIO

ao Papa Francisco

Do templo o grito estremece
Caminha no silêncio da luz
Carrega o manto branco e a prece
Embala de harmonia e seduz

De amor ao próximo oferece o regaço
De uma vida inteira por cumprir
Tantas caminhadas a testemunhar existir
A força que lhe alivia o peso e o cansaço

O olhar terno da Mãe do Rosário que desafia
Onde começar espiritual viagem de fé e oração
O colo seguro em que a vida confia

Da euforia ao silêncio num gesto de intimidade
Profunda e mística que alivia a solidão
E faz acreditar humildemente na humanidade
musa

1 comentário:

Odete Ferreira disse...

Lindo o que diz o Papa Francisco: tão verdadeiro e tão ignorado pelos homens de pouca vontade.
E o teu soneto, cheio de luz.
BJO, Ana :)