Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 13 de abril de 2017

ESQUECER-TE

ESQUECER-TE

Preciso esquecer-te
Esquecendo-me
Enlouqueço
Loucura que inebria
Impreciso esquecimento
Vibra as veias de poesia
E descontentamento
Grito profundo a desmoronar
As palavras erguidas
Do imponente olhar
Das razões esquecidas
Das lágrimas caídas
Do soluçar

Do pranto a borbulhar
Esquecido ignorado
Gotas escondidas
Soluço sufocado
Até à exaustão
E a sofrer

Uma dor de morrer
Em silêncio e solidão
Áspera e bravia
Murmúrios de poesia
E desilusão
musa

Sem comentários: