Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 25 de abril de 2017

A CASA DA VIDA

A CASA DA VIDA

Tiveramos que inventar
Um novo mundo
E outros modos
Outros verbos
E empilhar as palavras
Como castelos de cartas
Atrevendo-se a suportar
Acimentados sentidos
De alicerces inseguros
Férreas lágrimas
Barrento sentir
E a trave-mestra da alma
Tijolos de metáforas
No medo babulciado
De que foras o construtor
Do olhar embaciado
Da boca emudecida
O travejamento da dor
O telhado tombado
Da casa da vida
musa 

Sem comentários: