Cartão de Visita do Facebook

domingo, 12 de fevereiro de 2017

A SESTA

A SESTA

Para ti meu amor
Quando depois do amor adormecemos
No leito do amor em que nos demos
E ficamos um instante abraçados
E todo corpo desfalece
Sem de facto sabermos
Que assim cansados
O amor acontece

Fazendo do meu peito teu leito
Ou do teu peito meu leito
Os dois enternecidos
Embalamos sentidos
O sono eleito
Dos vencidos

São só uns minutos a vibrar
A pele do sentir ainda a ofegar
Nos teus olhos ainda humedecidos
O amor a cintilar
Tanto prazer

E sabes meu amor meu bem querer
Que assim adormecendo no teu abraço
Envolve a alma em profunda intimidade
E nessa sesta de sensivel cansaço
Embalamos serenidade
Sossegamos saudade

Vamos para além do espiritual
Em união e sintonia
A nossa cumplicidade
Tão intensa e tão carnal
É prece pulsão poesia
O sono reparador
Oração de amor
Felicidade
musa 

Sem comentários: