Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

ASSIM SEJA

ASSIM SEJA

Se morrer e estiver sempre perto de ti
Porque hei-de entristecer de angustia e pranto
E ter da vida agrura e desencanto
Do amor que por te esperar sempre senti

E nos lábios cerrados em memorial
A pele macia dos teus beijos e abraços
Em tentação intima e carnal
Berço de desejos a embalar cansaços

Guardarei secretos os teus olhos cumplicidade
Dos meus e que assim seja amor por tanto prazer
Desta paixão em profunda saudade

A esperar a morte ficarei em silêncio sentido
E assim seja a agonia de viver
Este amor impossível e já perdido
...
musa

Sem comentários: