Cartão de Visita do Facebook

domingo, 13 de novembro de 2016

BOSQUE AZUL - AGUARELAS JOÃO BRUM

BOSQUE AZUL

Há um lugar distante perdido
Um bosque azul profundo sereno
Quase secreto de tão bem escondido
Um recanto esquecido singelo pequeno

Húmido o chão parece um lago imenso
Que faz cintilar as águas azuis com a luz
E na clareira o nevoeiro denso
Faz bailar as borboletas que seduz

As asas a esvoaçar confundem a terra com os céus
Onde o silêncio a sombra conduz
A melancólica treva pela mão de Deus

Acende a escuridão azulada e terna loucura
O mais sensível sentido da obscura cruz
O azul bosque onde a alma esconde a tortura
...
musa

Sem comentários: