Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 4 de outubro de 2016

CÉU EM FOGO

CÉU EM FOGO

Deste céu em fogo farto ateado
Por ausências vãs silêncio lume
Liquida raiva pranto por um lado
E por outro espera brasas ciúme

A queimar de mágoas e tristeza
Nas lágrimas chamas ausentes
Ardem mornas cinzas incerteza
Que ainda aquecem de quentes

Fogo insano que verso algum
Lhe seja mais do que ignição
A arder o tudo e tanto nenhum

Outro que alimenta a fogueira
Loucura incandescente paixão
A devorar em labaredas dessa maneira
musa 

Sem comentários: