Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 4 de outubro de 2016

AMOR ausente

AMOR AUSENTE

Onde estás, para além deste aperto no peito
Em que pensas, torturante esta ânsia minha
Inquietante desassossego imperfeito
Rumo da saudade que caminha

Por aí errante a divagar entristecida
Procura incessante do teu olhar
Dolorida é a espera amargamente sentida
Quando adentro a alma em silêncio se põe a chorar

Amor ausente que assim permiti viver
Entregue a todos este sentir de paixão
Em loucura de desejo  e íntimo prazer

Amor não correspondido ignorado
Tão fugaz e insensível como a dócil ilusão
Um punhal de dor num verso cravado
...
musa

Sem comentários: