Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

VEM EU DEIXO

VEM EU DEIXO

Vem eu deixo
Que ergas catedrais de gritos
No silêncio penumbra altar
Intimidades carnais do sacrifício
Despertados sinais do vício
E os círios acesos do olhar
Em gemidas preces de prazer
Como só tu sabes fazer endoidecer
Orar estremecer
De pele e sentidos
O ritual da mão
A comunhão da boca
A pequena morte em vida
A ressurreição perdida
O corpo inteiro sacrificado
No gozo rendido do pecado
...
musa

Sem comentários: