Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

SILHUETA DE LUZ

SILHUETA DE LUZ

Discreto como uma sombra
Travo sol a dourar planície salgada
Atravessando secreta invisível
A pele dos sentidos molhada
Um grito de pássaro
Crina de odores a luz
Cordilheira de vagas indivisível
Silhueta de negra claridade
O sal na pele a saudade
As mãos moldando a carne
Traços de ternura arrebatando a ave
Das negras pedras por florir
À flor da água loucura ondular
A forma do desejo
Um esboço de sentir
Da escuridão o brilho olhar
Acendido pelo beijo
Havia o fogo do amor
O corpo inteiro por mergulhar
O leito profundo
Luminosidade esplendor
A boca por beijar
A imensidão por um segundo
Luminescência silhuetas
A maresia a cintilar
Pedras silêncio borboletas
Dos teus olhos tão fundo
Sensual perfeito
O gozo demorado
O corpo desenhado
O grito no peito
E a arrebatar o mundo
O mar tão azulado
Em sal por adoçar
No areal desfeito
Onde o silêncio ainda cabe
O teu corpo deitado
Esperando voar
Pedra ave
...
musa

Sem comentários: