Cartão de Visita do Facebook

domingo, 25 de setembro de 2016

LUZ SILÊNCIO PÓ

LUZ SILÊNCIO PÓ

Do silêncio serrania
o uivo canto
aprende ausência
a imoralidade
a louca intimidade
a sedução
O desencanto
da telúrica fantasia
a ilusão
Pinceladas de outono
nos verbos nostalgia
Em folhas de poesia
Elegia melodia sem lei sem dono
Névoa sobre a montanha
Essa mística estranha
Que há de ressurgir
O olhar estendido
Sob o céu perdido
A terra firme e só
Deslumbrado sentir
O horizonte sentido
A luz silêncio e pó
...
musa

Sem comentários: