Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

DO TEU OUTONO

Praia da Granja 15/09/2016
… és a minha inspiração...

DO TEU OUTONO

Confesso a cálida temperança
com que traço um silêncio nos teus versos de frio outonal

A vaga esperança
de coisa nenhuma
O tesouro perecível quase material

O risco azul a atravessar uma a uma
as palavras como chuva em agulhas de tricotar afectos

malhas de versos secretos
em ponto de pranto a cores douradas e alaranjados tons

É este o sentimento que se tem
ponto a ponto anódinos sons
em gotas pardacentas de crepúsculos sombrios

A suavizar a dor dos instantes vazios
de viver

Negras nuvens como andorinhas de partida
a rasgar céus de róseos florescidos
À flor da vida
e dos sentidos
até morrer
...
musa

Sem comentários: