Cartão de Visita do Facebook

sábado, 17 de setembro de 2016

DELEITE

DELEITE

Foi há um ano que invadiste a minha vida
Invocado em beijos imaginados
Em desejos fantasiados
Sabíamos o que ia acontecer
Nossos olhares provocados
Por caminhos de prazer
Dando corpo e sentidos às palavras segredadas
E de mãos dadas
Pele e sentir a endoidecer
No céu da boca uma chuva humedecida
Beijos e abraços com loucura
A meiga e doce tortura
Da mão consentida
Em mel e candura
Do teu olhar por mim
O desejo sem fim
Que ainda perdura
...
beijo te

Sem comentários: