Cartão de Visita do Facebook

sábado, 24 de setembro de 2016

ANGUSTIA AINDA

ANGUSTIA AINDA

Voltam a cair as folhas outonais
A promessa feita do inverno
Em sombrios e frescos madrigais
Um vendaval de silêncio eterno

Humedecem as ondas cabelo ao vento
Sopram o perfume maresia
Há no ar odor desalento
Crinas encrespadas de crepúsculos poesia

O sol a cair na lonjura de um poente
Todos os entardeceres fazem sentir
O morno Inverno húmido e quente
Esse outono loucura que vem tingir
Paisagens amarelecidas sépias vivas
Tonalidades afogueadas de brilho e cor
Tombam no chão folhas soltas de secura
A seiva enfraquecida a latejar
Uma dor perdura quase esquecida
Triste amor
Ternura 

Há tesouros escondidos por descobrir
Ouros antigos nas folhas envelhecidas
Parecem querer voar
Esvoaçam o meu sentir
Outras vidas

Humores do tempo, angustia ainda
Tristeza que não finda
Traz a chuva ao olhar

A última folha caída
Era somente uma réstia de vida
A adejar
...

musa

Sem comentários: