Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 23 de agosto de 2016

LOUCURA

LOUCURA


A loucura é o homem incompleto
Mórbido na concha da insanidade
Com o seu desassossego secreto
A imaginar a imortalidade


E inventa vidas ao seu redor
Invisíveis grades do cárcere medo
Um estranho encantamento maior
Onde adormece e esconde o segredo


Talvez a alma mais louca do mundo
A invenção do amor que não tem
A solidão em degredo profundo
Aos olhos cegos de alguém


E as vidas assim inventadas
Que arrasta pelo corredor
Sombras vultos fantasmas
Protegem no espírito a sua dor


De um corpo em terrivel devaneio
Ao abandono do discernimento
O sonho da vida partido ao meio
Da razão e do conhecimento
musa

Sem comentários: