Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 29 de julho de 2016

CAMALEÃO

CAMALEÃO

Este ser e não ser
Em acinzentados umbrais
De expostas falanges
E palavras por dizer
Memórias por escrever
De sensações carnais
Adentro a desfalecer
Deslumbrados pássaros cantantes
Em ramos tuas mãos em flor
Teus olhos céus cinzentos
Teus abraços caminhos amantes
Teu corpo todo a tremer
Escondido medo e a dor
Marés e os ventos
De países distantes
Sem som nem cor
E o sonho perdido
Num verso esquecido
Onde não há melhor
musa 

Sem comentários: