Cartão de Visita do Facebook

domingo, 1 de maio de 2016

CHAMA-SE SAUDADE


CHAMA-SE SAUDADE

Porque te tornaste tão silencioso comigo
Preferia as tuas palavras em troca das tuas mãos sobre o meu corpo
Os versos cheios da tua vida a encher me os olhos de loucura
A tua boca distante da minha a contar me a aventura de viver
A tua mente ávida de momentos de ternura
As tuas palavras em troca do prazer
Dos teus lábios roubando nos meus gemidos
E todo sentir que pudesses descrever
Um universo de mil orgasmos êxtase e sentidos
Tu tornaste impossivel a ausência e a solidão
E fizeste da espera a memória crua e viva da sedução
Tenho e sinto aquilo que se chama saudades do teu ser
De uma parte de ti em palavras confidentes
De te olhar e ver e tocar e entender
Em versos de silêncio tudo o que de mim sentes
E saber porquê há sempre a esperar-te o meu coração
...
musa

Sem comentários: