Cartão de Visita do Facebook

terça-feira, 19 de abril de 2016

TRÊS VEZES ERREI

TRÊS VEZES ERREI

Atravesso o tempo
Na directriz de inventadas
Identidades
A motriz exacta do pensamento
As várias probabilidades
Atravessadas
Com a bissectriz do movimento
A matriz maior do sentimento
Talvez o que condiz com pensar
Peças desencaixadas
Do sentir
Se alguma vez eu mentir
Perfiz o único erro temperamental
Contrafiz a vida por inteiro
As asas do tempo cortei as
Já que primeiro
As mãos lavei as
E Pilatos assistiu
Nada disse do que sentiu
Sentido estranho
Errar sendo humano
Consente existir
A ubiquidade do engano
Do que possa convir
Dizer a verdade ou omitir
Mas nunca mentir
...
musa

Sem comentários: