Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 4 de abril de 2016

ENVELHEÇO

ENVELHEÇO

Envelheço
Como uma cidade de rugas empedradas
Olhos com floreiras floridas
Faces de paredes caiadas
A boca aberta deixando entrar vidas
Rosto de velha engomo as esquinas
Sulcos como vincos a cair de rotos bolsos
A alma esfarrapada a surripiar sonhos
Na mão o lençol da tragédia lembrando as quinas
Das conquistas do olhar de uma nação
Negras pupilas ainda meninas
Náufragas do coração
E envelhecida perco a lisura
Com que a beleza suporta umbral do tempo
Um traço perturbador de loucura
Um sinal do pensamento
Velha a vida é tortura
Deslumbramento
...

musa

1 comentário:

AnaMar (pseudónimo) disse...

Belo envelhecer, que gera vida.