Cartão de Visita do Facebook

quarta-feira, 20 de abril de 2016

AINDA ESTÁS AÍ

AINDA ESTÁS AÍ

Ainda estás aí

“Não ia gostar nada que desistisses...
És a existência de um Sonho...
Belo...
Beijo-te...
Ant”

Surpreendem-me as tardes frias
Súbita frialdade a esbranquiçar os nimbos
Sonhos esmaecendo entardecer
O cru dos céus em cores sombrias
Que a ventania vem arrefecer
E faz tremer olhar os dias
Onde sonhar não chegou acontecer
Ainda estás aí

Insistindo em não desistir
A mesma força nas palavras por escrever
Adivinhando o teu sentir
Na profundidade desse querer
Que o tempo insiste em manter vivo
A existência do sonho sentido
Que amas gostar
Tanta vez

E talvez ainda estejas por aí
Onde outra vez te sintas surpreendido

Quando todas as primaveras voltarem
E eu escreva todas as palavras por ti
E as plantas e os pássaros se amarem
No ninho das horas como leito
E bata em sintonia no meu peito
Badaladas de sonhos e silêncio

E um desassossego infinito
Esse tempo tão bonito
Por estares aí

musa

Sem comentários: