Cartão de Visita do Facebook

segunda-feira, 21 de março de 2016

SABOR

SABOR

Tinhas os dentes de seda
A morder-me as costas de marfim
E ouro no sabor do sentir
Tinhas coroas de cetim
E a boca a labareda
Do fogo a fingir
Tinhas o odor carmim
Duro como a chama
De perfumado jasmim
O gosto de quem ama
De sentidos morder
Na fogueira prazer
Tinhas a pele saboreada
Espinha dorsal do ser
Humanizada dentição
A saber a nada
Tal acto de contrição
A estremecer
A boca fechada
À degustação
Tinhas na mão
O mapa das minhas costas
Que percorrias a correr
De húmido desejo
É fazias apostas
Nos lábios a tremer
Por um beijo
Nosso
Amar te mordida
Algo assim sentida
Já não posso
...

musa

Sem comentários: