Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 17 de março de 2016

QUANDO

QUANDO
Quando o desejo
É gume cortante
Fio em dor
Aguçado
Amante
Quando o delírio
É lume incendiado
Chama martírio
Fogo irado
Quando a loucura
A doer é ferida
É tortura
É sentida
Esperar é uma dor
Negar sentir
Arder de amor
E mentir
Dizer nunca mais
De tanto sofrer
No corte de punhais
Queimar padecer
Sangrada desilusão
Dorida paixão
...

musa

Sem comentários: