Cartão de Visita do Facebook

domingo, 8 de novembro de 2015

XAILE DA VIDA

XAILE DA VIDA

A alma o ser a vida
Nas franjas dos dias por desfiar
Fímbrias brilhos matizes do olhar
Serena virtuosa sentida
Cadilhos de ilusão
O aconchego da mão
De seda de oiro de prata de luz
Sobre os ombros esquecida
Uma réstia de solidão
Que eterna conduz
Claridade boreal
Afago do sentir
Em sensual
Sedução
Existir
...

musa

Sem comentários: