Cartão de Visita do Facebook

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

TERNURA - FAZES ANOS - para o António


FAZES ANOS

Fazes anos de um poema por escrever
Na tua vida que eu vejo por inventar
Das vezes que não sei dizer
O que esconde o meu olhar

A vida é um presente com um laço
Tem do vento a melodia
E dos dias que te tenho o abraço
Que nunca demos um dia

Tempo este que beija de loucura
As palavras de silêncio e voz
O afecto que trazes em doçura
Repartido entre nós

Fazes anos e nada tenho para te oferecer
Mas guardo de ti o melhor e nais doce presente
Um dia ensinaste-me a prece e o amor de viver
A vida que dentro de mim a dor consente

E deixas-me assim agradecida
A cada teu aniversário
Sou eu que celebro a vida
E desfio as contas deste rosário
...

musa

Sem comentários: