Cartão de Visita do Facebook

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

NÃO SEI SE É TARDE SE É DO VENTO - RIP Exmo. Sr. Vereador da Cultura da Câmara do Porto Dr. Paulo Cunha e Silva

NÃO SEI SE É TARDE SE É DO VENTO

Não sei mais o que pensar da vida
Não sei se é tarde se é do vento
A manhã assim amanhecida
Pranto entristecida lamento
Pela morte acontecida
Dá que pensar sim
Triste desolada
Feita de nada
A vida
O fim
Cavaleiro andante
Já de partida
Com lágrimas ao entardecer
A morte fulminante
Leva os sonhos para longe
Faz desaparecer
Em minutos de magia
O sol a luz o dia nas mãos do monge
E o vento e a maresia
Perfumam o rio
Na sua última caminhada
O olhar desolado e sombrio
Da minha cidade
Fica uma rosa perfumada
A lembrar da felicidade
Que no caixão vai fechada
...

musa

Sem comentários: